Peso do bebê

Peso do bebêPara o seu filho ser saudável você precisa alimentá-lo bem e não se preocupar se ele está fofinho!

Foi-se o tempo em que as mães acreditavam que ter saúde era igual a ter dobrinhas. Por mais que algumas avós ainda insistam no assunto, você precisa estar atenta ao peso do seu bebê. Hoje, a preocupação com alimentação e peso das crianças é maior e uma questão de cuidados.

"O aleitamento materno previne a obesidade infantil", conta a nutricionista Karine Nunes.

A curva de peso

Você já deve ter sido apresentada a um gráfico no qual os pediatras marcam, a cada consulta, o peso e a altura do bebê. Neste diagrama, que contém as curvas de crescimento, é possível verificar se seu filho está mais alto ou gordinho do que o esperado para a idade dele.

Neste caso, é preciso contar com a ajuda do pediatra e de um nutricionista para colocar o bebê dentro dos padrões. Vale lembrar que a alimentação saudável é de extrema importância para a manutenção do peso, para o sistema imunológico e também para prevenir algumas doenças.

“O bebê também não deve ingerir açúcar (glicose), de preferência, até o segundo ano de vida, com risco de obesidade e certa limitação no paladar (tendência a manter a preferência pelos alimentos adoçados)”, explica a nutricionista.

Obesidade infantil

A prevenção desta doença e a educação alimentar devem começar com o bebê. Acostumá-lo a se alimentar bem e dar bons exemplos são alguns diferenciais para que ele consuma alimentos saudáveis quando crescer.

Segundo Karine, a genética e a comida ofertada influenciam no peso do bebê.
“O excesso de peso predispõe a criança a doenças sérias como hipertensão, diabetes, alterações nos níveis de colesterol, problemas ortopédicos, entre outros”, relata a nutricionista.

Dicas

Se o seu bebê mama um pouco ou não mama mais no peito, você provavelmente já deve ter introduzido alimentos como verduras, legumes, frutas e até carnes na dieta dele.

  • As folhas são importantes para o funcionamento do intestino.
  • A variedade de frutas e legumes também influência na saúde, pois estes alimentos apresentam vitaminas diferentes.
  • Vale lembrar que a vitamina D é produzida com a exposição direta aos raios solares. Então, deixe seu bebê sem roupa por alguns minutinhos em contato com o sol da manhã ou do final da tarde.
  • Se o bebê já tiver dentinhos, alimentos mais sólidos podem ser introduzidos, como arroz e grãos de lentilha e feijão.
Assuntos relacionados: 1 e 2 Semana, 11 e 12 semana, 13 e 14 semana, 15 e 16 semana, 3 e 4 Semana, 5 e 6 Semana, 7 e 8 semana, 9 e 10 semana, Aleitamento Materno, Alimentação, Bebê, Peso