Alimentação para mamães lactantes

Alimentação para mamães lactantesNão existem manuais de amamentação que assegurem o sucesso e a longevidade do ato de dar o peito. O ideal é que as mulheres estejam dispostas e motivadas. A alimentação saudável também proporciona benefícios na lactação.

Segundo o Caderno de Atenção Básica sobre Aleitamento Materno, e Alimentação Complementar, do Ministério da Saúde,“para a produção do leite, é necessária a ingestão de calorias e de líquidos além do habitual. Por isso, durante o período de amamentação, costuma haver um aumento do apetite e da sede da mulher e também algumas mudanças nas preferências alimentares”.

Acredita-se que a nutriz, como também é conhecida a mulher que amamenta, precise consumir 500 calorias a mais por dia, pois a maioria das mulheres armazena, durante a gravidez, de 2 a 4 quilos para serem usados na lactação.

Alguns alimentos são importantes no período de amamentação:

  • Pães e cereais, frutas, legumes, verduras, derivados do leite e carnes; sendo consumidos de maneira diversificada.
  • Consumir três ou mais porções de derivados do leite por dia.
  • Aumentar o consumo de frutas e vegetais ricos em vitamina A. São eles: vegetais folhosos verde-escuros (como espinafre, e folhas novas de vários vegetais), vegetais amarelos (como abóbora e cenoura) e frutas não cítricas amarelas e laranjas (como mangas, pêssego e mamão), além de óleos e frutas oleaginosas (buriti, pupunha, dendê, pequi).
  • Manter a sede saciada. É importante que a lactante saiba que deve consumir líquido a ponto de acabar com a sede. “Líquidos em excesso devem ser evitados, pois não aumentam a produção de leite, podendo até diminuí-la”, explica o caderno.
  • Evitar dietas e medicamentos que promovam rápida perda de peso.
  • Consumir com moderação café e outros produtos cafeinados.

Não é regra

No caso de mães de baixa renda e que não tem acesso a todos os alimentos citados acima, o leite não se tornará menos nutritivo. “É importante lembrar que as mulheres produzem leite de boa qualidade mesmo consumindo dietas subótimas”, afirma o caderno.

Em relação às vegetarianas, a orientação é certificar-se de que estão ingerindo quantidades suficientes de vitamina B e proteína. Para isso, o acompanhamento de um profissional da saúde se faz necessário.

O que eu como faz mal?

Alguns médicos orientam evitar certos alimentos no período de lactação, como enlatados e condimentados que, entre outros componetes, possuem altas quantidades de sódio.

Se você desconfiar que seu bebê teve uma reação e atribuí-la a determinado alimento, realize uma prova terapêutica. Retire o determinado alimento da sua dieta por um tempo e estude a rotina do pequeno.

“Caso os sinais e/ou sintomas da criança melhorem substancialmente com a retirada do alimento e piorem com a sua reintrodução, ele deve ser evitado. O leite de vaca é um dos principais alimentos implicados no desenvolvimento de alergias alimentares”, explica o caderno do Ministério da Saúde.

Assuntos relacionados: Alimentação da Mãe, Bebê, Nutrição, Semana 18, Semana 19, Semana 20, Semana 21, Semana 22, Semana 23, Semana 24, Semana 25, Semana 26, Semana 27, Semana 28, Semana 30, Semana 31, Semana 32, Semana 33, Semana 34, Semana 35, Semana 36