Porque a higiene nesse novo momento é tão importante?

2e28cbdadb8461d65494b85dd85bae38a0069518_primaryO nosso sistema imunológico dispõe de diversas defesas contra as bactérias, os vírus, os parasitas… Isso é, contra todos os agentes que transmitem doenças. São, entre outros, os anticorpos.

Durante a gestação o feto recebeu anticorpos da mãe. E, se depois de nascer, se alimenta de leite materno, consegue reforçar consideravelmente essas defesas. Enquanto isso vai desenvolvendo suas próprias defesas e se tornando, a cada dia, mais forte. Porém, isso acontece lentamente; é preciso continuar a proteger e cuidar dele porque é muito sensível às infecções.

Para tanto é muito importante a alimentação que recebe, mas também a higiene. E, nesse aspecto, são fundamentais obanho, alimpeza do bebê cada vez que muda de roupa, a higiene do ambiente e os cuidados que o pediatra aconselhar em cada caso.

A higiene do bebê, das pessoas que o circundam e da própria casa são indispensáveis para proteger seu pequeno de doenças.

Nos primeiros meses, as doenças mais frequentes são as de natureza infecciosa. Sendo propagadas pelas pessoas, é bom restringir o contato do bebê com estranhos e com quem esteja resfriado, com tosse, diarreia ou infecções de pele.

E, naturalmente, são indispensáveis as medidas de higiene na casa toda, como também tomar precauções como lavar as mãos antes e depois de estar em contato com seu bebê.

Assuntos relacionados: 1 e 2 Semana, 11 e 12 semana, 13 e 14 semana, 15 e 16 semana, 17ª e 18ª semana, 19 e 20 semana, 21 e 22 semana, 23 e 24 semana, 3 e 4 Semana, 5 e 6 Semana, 7 e 8 semana, 9 e 10 semana, Bebê, Casa, Cuidados, Doenças, Higiene, Infecção, Limpeza