Punção do líquido amniótico

PUNÇÃO DO LÍQUIDO AMNIÓTICO- EXAME INVASIVOA partir do líquido amniótico são coletadas células, cujos cromossomos são analisados em seguida. Diversas alterações cromossômicas podem ser excluídas com elevada segurança dessa forma.

A punção do líquido amniótico (termo técnico: amniocentese) somente é realizada com quatorze semanas de gestação completas. Não devem ser realizadas punções antes desse prazo, em razão das complicações mais frequentes nesse período.

 O procedimento

Uma agulha fina, com diâmetro externo de aproximado 0,7 mm, é introduzida no útero sob controle de ultrassonografia constante, de forma a excluir uma lesão no feto. São coletados de 10 até 15 ml de líquido amniótico. Isso é menos do que a décima parte da quantidade total de líquido amniótico. A perda é rapidamente compensada no útero. A punção em si dura de um a dois minutos e causa um leve estiramento na barriga da maioria das mulheres. Imediatamente após a punção, o minúsculo orifício se fecha novamente, pois o tecido é muito elástico.

A partir das células fetais no líquido amniótico são realizadas culturas, que necessitam de algum tempo para o crescimento e a multiplicação. O resultado do exame do líquido amniótico estará à disposição aproximadamente dez dias após a punção. Para obter um resultado antecipado, ainda no mesmo dia, pode ser feito adicionalmente um teste rápido. Para isso, são necessárias apenas algumas gotas de líquido amniótico.

Para excluir má-formação aberta da coluna “Spina Bífida” com grande certeza, é determinada obrigatoriamente uma albumina (Alfa-Feto Proteína, AFP) e uma enzima (acetilcolinesterase, AChE) no líquido amniótico.

Como sempre, o exame de células do líquido amniótico, do tecido da placenta ou do sangue do feto é a única forma para excluir diversas alterações cromossômicas e defeitos genéticos.

Riscos

A amniocentese traz consigo, como todas as punções, o risco de causar um abortamento. Em três até cinco intervenções por mil são causados abortos. Em casos raros, a perda do líquido amniótico ocorre através da vagina. Esse defeito da bolsa amniótica, porém, se fecha novamente e o restante da gestação transcorre sem problemas. Ainda mais raramente pode ocorrer uma infecção ou uma hemorragia.

Assuntos relacionados: Aborto, Exames, Gravidez, Líquido Amniótico, Saúde, Semana 14