Pré-eclâmpsia na gravidez

20 Semanas de gestaçãoA pré eclâmpsia também conhecida como toxemia é uma doença grave que ocorre na gestação, fazendo com que a grávida desenvolva hipertensão.

Leia sobre os riscos, causas e sintomas.

Os sintomas típicos são dores de cabeça, cintilação dos olhos, dores abdominais, acúmulos intensos de água nos tecidos(edemas), aliados a um mal-estar geral.

Nesse momento a sua pressão sanguínea estará alta e a urina terá maior concentração de proteína. É importante identificar rapidamente a pré-eclâmpsia, pois dificuldade na circulação sanguínea pode causar subalimentação do bebê com falta de substâncias nutritivas e oxigênio. Isso causará uma restrição do seu crescimento.

Uma forma especial de pré-eclâmpsia é a síndrome HELLP. Nesse caso, os glóbulos vermelhos do sangue são destruídos gradativamente, a quantidade de plaquetas do sangue diminui e o fígado também é atingido.

Uma grave complicação adicional da pré-eclâmpsia é a eclâmpsia propriamente dita, que também causa ataques convulsivos, além dos problemas já mencionados, que colocam em risco a vida da mãe e do bebê. No caso das formas graves de pré-eclâmpsia, eclâmpsia ou síndrome HELLP é importante adiantar o parto o máximo possível.

Assuntos relacionados: Acúmulo de Água, Ataques Convulsivos, Complicações, Dores Abdominais, Dores de Cabeça, Gravidez, Mal-estar, Parto, Pré-eclâmpsia, Pressão Alta, Saúde, Semana 20, Semana 21, Semana 22, Semana 23, Semana 24, Semana 25, Semana 26, Semana 27, Semana 28, Semana 29, Semana 30, Semana 31, Semana 32, Semana 33, Semana 34, Semana 35, Semana 36, Semana 37, Semana 38, Semana 39, Semana 40, Síndrome HELLP