Relação sexual na gravidez

SEXUALIDADE NA GESTAÇÃOExistem receios com relação à gravidez e à sexualidade que são infundados.

É totalmente normal a prática de sexo durante a gravidez, existem muitos mitos a respeito. Leia mais sobre mitos e verdades sobre relação sexual na gravidez.

Assim, um aborto em razão unicamente de relações sexuais é tão improvável como uma infecção por sexo ou um ferimento da criança por uma penetração profunda ou pela pressão sobre o colo do útero e sobre o útero.

A criança em crescimento está bem protegida no ventre da mãe e o colo uterino está bem fechado e selado com um tampão de muco! Existem poucas exceções diante das quais você deve, por recomendação de seu médico, renunciar temporariamente, ou talvez até durante toda a gestação, às relações sexuais com penetração. O seu médico falará com você sobre todas essas situações.

Motivos para precaução:

  •  No caso de dilatação prematura do colo uterino, pois isso favorece eventuais infecções e estas podem provocar aborto ou parto prematuro.
  •  No caso de risco iminente de aborto ou quando a mulher já teve diversos abortos anteriores. Na maioria dos casos, porém, esse risco desaparece já nas primeiras semanas de gestação. Fale com seu médico no caso de preocupações!
  • No caso de hemorragias, você deve renunciar às relações sexuais até que elas diminuam e sua condição esteja estabilizada.
  • Contrações prematuras, assim como um deslocamento da placenta antes do colo uterino interno também podem ser motivos para renunciar às relações sexuais. Geralmente seu corpo dará os sinais corretos. E, enquanto se sentir bem, você pode buscar o seu prazer.
Assuntos relacionados: Casal, Contrações Prematuras, Gravidez, Hemorragia, Pai e Mãe, Parto Prematuro, Relacionamento, Relações Sexuais, Semana 10, Semana 11, Semana 12, Semana 13, Semana 14, Semana 15, Semana 16, Semana 17, Semana 18, Semana 19, Semana 20, Semana 21, Semana 22, Semana 23, Semana 24, Sexualidade