Relação com avós e familiares

RELAÇÃO COM AVOS E FAMILIARESÉ ótimo ouvir os conselhos e opiniões dos familiares, mas são os pais os responsáveis por tomar decisões com relação ao que é melhor para o filho.

Quando nasce um bebê, muitas pessoas da família se sentem envolvidas. Isso significa para os pais a possibilidade de poder contar com ajuda e companhia, o que é ótimo. Mas por outro lado significa também algumas intromissões.

Muitas vezes os avós consideram os pais do bebê pouco experientes e pretendem substituí-los com a melhor das intenções, mas nem sempre com muito jeito, o que pode torná-los um pouco irritantes.

Nesse caso é importante que o casal mostre aos parentes, com delicadeza, porém com determinação, que desejam ser independentes e responsáveis pelo crescimento do seu filho. Embora ouçam os conselhos que os avós estão oferecendo, serão eles que tomarão as decisões que lhes parecerão mais convenientes.

Por outro lado, muitas vezes alguns avós conseguem ser respeitosos perante os novos papéis de seus filhos e podem dar ótimos conselhos. Os avós devem passar a pensar que a relação com seus filhos agora é de pais para pais.

Ninguém deve, nem pode, substituir os pais nas suas decisões. Todas as pessoas da família precisam respeitar isso.

Assuntos relacionados: 1 e 2 Semana, 11 e 12 semana, 13 e 14 semana, 15 e 16 semana, 3 e 4 Semana, 41 e 42 semana, 43 e 44 semana, 45 e 46 semana, 47 e 48 semana, 49 e 50 semana, 5 e 6 Semana, 51 e 52 semana, 7 e 8 semana, 9 e 10 semana, Ambiente Familiar, Avós e Familiares, Bebê, Conselhos, Família, Relacionamento