Carrinho de bebê

CARRINHO DE BEBEA escolha do carrinho é muito importante e diversos fatores devem ser levados em conta, como tamanho, conforto e segurança. Como é um produto que vai acompanhar seu filho durante alguns anos, a decisão deve ser feita com atenção e depois de algumas pesquisas. Regulamentações devem ser levadas em conta na hora da compra.

Existem regulamentações para a fabricação de carrinhos de bebê e o Inmetro estabelece requisitos obrigatórios de segurança. “Avaliamos questões ligadas à segurança, como o cinto, fechamento do carrinho durante o uso, materiais utilizados que possam ser tóxicos, além da estrutura e estabilidade do carrinho, entre outros itens”, destaca Alfredo Lobo, diretor da Qualidade. Outras questões práticas também são importantes. Você também deve ter em mente qual será a utilidade do carrinho. Separamos algumas dicas!

Tamanho

Se você está grávida, se o seu bebê é recém-nascido ou se ele ainda não senta, um modelo confortável é muito importante, uma vez que o pequeno irá passar algumas horas ali ou e pode chegar a dormir no carrinho. Avalie o tipo de tecido, a espuma e se as laterais oferecem proteção caso o bebê se vire.

Estamos falando de carrinhos grandes, com estrutura firme, rodinhas resistentes e mais itens de segurança. Normalmente, as cadeirinhas de carro acompanham os estes modelos. Conhecidas como “bebê-conforto”, são utilizadas para o transporte da criança. Também é de extrema importância a avaliação deste produto, uma vez que a segurança é muito importante dentro do carro.

Já, se o carrinho é para um bebê que está mais firme, senta-se ou anda, existem opções menores, mais simples e até dobráveis. Estes modelos também são encontrados em lojas especializadas e não oferecem todos os acessórios e conforto que os maiores possuem. Não se esqueça de verificar itens de segurança, como a resistência e a trava do cinto, a firmeza das rodinhas, entre outros.

Acessórios

Dependendo do modelo, é interessante investir em acessórios, principalmente se o bebê for passar bastante tempo no carrinho. Existem colchões fininhos, lençóis e travesseiros próprios, que podem proporcionar mais conforto ao bebê.

Em modelos mais simples, do tipo “guarda-chuva”, a quantidade de acessórios não é a mesma que nas opções maiores, como a bandeja para apoiar comida e copos, compartimentos e bolsos. Neste caso, é interessante investir em algo útil, uma vez que são vendidos apenas as bolsas e os encaixes.

A marca

A marca nem sempre precisa ser um fator decisivo na hora da escolha. Algumas delas oferecem modelos interessantes, certificados pelo Inmetro, mas isto também acontece com marcas menos conhecidas.

Uma dica interessante é pesquisar sobre o produto, modelo e até a empresa em sites de reclamação. Não se pode acreditar em tudo nestes portais, mas se você ponderar sobre o que lê, talvez tenha uma ideia sobre possíveis defeitos ou insatisfações dos clientes.

Outra questão é a origem do produto. Existem muitos fabricantes internacionais e nacionais e as pessoas tendem a acreditar que os modelos importados são melhores. Nem sempre, mas podem ser, uma vez que países, como os Estados Unidos, possuem grande rigidez no quesito segurança.

As regulamentações

Segundo a assessoria de imprensa do Inmetro, diversos trabalhos vêm sendo realizados em relação a controle de qualidade e segurança. Através de uma parceria com a Consumer Product Safety Commission (CPSC), dos Estados Unidos foi assinado um Memorando de Entendimento.

“Este memorando prioriza o interesse comum em imprimir elevado nível de segurança dos produtos de consumo nos mercados onde atuam, visando à harmonização de regulamentos e normas”, afirma a assessoria. Os carrinhos de bebê são estão entre as prioridades neste trabalho em parceria.

Assuntos relacionados: 29 e 30 semana, 31 e 32 semana, 33 e 34 semana, Ambiente Familiar, Bebê, Carrinho do Bebê, Compras, Enxoval, Lista