A pele do bebê

Entenda mais sobre a pele suave e delicada do seu bebê.

A pele do bebêEntenda mais sobre a pele suave e delicada do seu bebê.

Quando o bebê nasce sua pele é rosada e recoberta por uma película sebácea conhecida como vernix caseosa, que serve de proteção e sai no primeiro banho.

Aquele tom rosado é decorrente da abundância de glóbulos vermelhos, indispensáveis para a vida no interior do útero materno.

Acontece de a pele do bebê se tornar amarelada e manifestar a presença de icterícia. Pode ser necessário tirar uma amostra do sangue para que o pediatra investigue a causa, nada assustador, as maternidades usam um aparelho que dá uma picadinha na pele, é o chamado BiliChek.

Geralmente, esse tom deve-se ao excesso de glóbulos vermelhos. Em função disso, ele acabam expelindo uma substância chamada bilirrubina, que pigmenta a pele de amarelo. Se os valores de bilirrubina forem altos, a criança deverá ser submetida a um tratamento de fototerapia, quer dizer, ela será exposta, durante alguns dias, a uma lâmpada especial que transforma a bilirrubina e devolve à pele sua cor natural.

Não se preocupe, esse tratamento não é doloroso e, apesar de obrigar o uso de uma venda nos olhos, não impede o contato normal da mãe com o seu pequeno.

É possível que o bebê nasça com muitos pêlos sobre seu corpo, mais precisamente no rosto e nos ombros, eles desaparecerão após algumas semanas.

No rosto do bebê, especialmente no nariz, testa e queixo, podem aparecer uns pontinhos brancos, que também desaparecem em pouco tempo.

Alguns bebês nascem com manchas vermelhas nas pálpebras, entre as sobrancelhas ou na nuca. Isso não tem a mínima importância. Seu nome é angioma e essas manchas vão sumindo com o tempo, até desaparecerem.

Assuntos relacionados: 1 e 2 Semana, 11 e 12 semana, 13 e 14 semana, 15 e 16 semana, 3 e 4 Semana, 5 e 6 Semana, 7 e 8 semana, 9 e 10 semana, Angioma, Bebê, Bilirrubina, Desenvolvimento, Desenvolvimento do Bebê, Fototerapia, Pele do Bebê